Conheça o Xperia Tablet Z , o tablet Android de 10 polegadas mais leve do mundo.

E virou realidade.  A Sony acaba de anunciar no Japão seu mais novo tablet Android: o Sony Xperia Tablet Z.  O modelo já vinha sendo especulado há algum tempo e as informações vazadas se confirmaram.  Praticamente todas elas!

Apesar do hardware extremamente competitivo, o qual inclui uma tela de 10,1 polegadas com resolução de 1920×1200 com tecnologia Mobile BRAVIA® Engine 2  e no SoC o quadcore S4 Pro da Qualcomm, parece que  a empresa quis chamar atenção mesmo foi com a espessura do tablet. Pasmem: 6,9 mm. A título de comparação, o iPad Mini tem 7,2 mm. O peso também impressiona: apenas 495 gramas.

Também se confirmaram os 2 GB de RAM , a capacidade interna de 32 GB , a câmera traseira de 8,1 MP e a possibilidade de expansão via cartão MicroSD. O modelo, que virá embarcado com Android 4.1 (Jelly Bean ), será primeiramente comercializado no Japão, mas ainda sem preço ou data de lançamento definidos.

Meus dois centavos

Com o Xperia Tablet Z me parece que a Sony definitivamente entra de vez na categoria reservada aos modelos de mais alto desempenho, mesmo não tendo a mesma resolução ou densidade de pixels do Nexus 10, por exemplo. A aposta na Qualcomm para o SoC deixa implícito que o tablet já sai de fábrica com suporte para conexão LTE ( até então a  Sony vinha apostando no Tegra da Nvidia ), mas também deixa  dúvida quanto ao desempenho com javascript ( o S4 da Qualcomm até então vem apresentando uma dificuldade imensa para lidar com isso ).

Também chama a atenção o abandono do design estilo revista dobrada, uma verdadeira marca dos dois  tablets anteriores da empresa ( Sony Tablet S e o Xperia Tablet S ), que agora aposta forte na espessura ultrafina e no peso incrivelmente leve. Sem sombra de dúvidas estamos diante do tablet Android de 10,1 polegadas mais fino e leve do mundo. E não é apenas mais leve, é significativamente mais leve. O Nexus 10, o Note 10.1 e até mesmo o iPad ficam na casa dos 600 gramas, enquanto esse modelo da Sony não tem nem 500.  Só espero que essa marca não tenha como contrapartida uma autonomia de bateria muito abaixo da desses 3.