Tablet Android e a Experiência Web

Na série de artigos sobre as principais funcionalidades e aplicações para tablets com Android , a experiência web não poderia ficar de fora. De fato talvez seja a mais importante dentre todas.  No decorrer do artigo também entrarei no mérito das especificações técnicas exigíveis a essa aplicação bem como os valores mínimos para que a sua utilização para este fim seja a melhor possível.  Primeiro quero deixar bem claro com o que quero dizer por experiência web, pois não é apenas carregar páginas na internet, é fazer isso de forma rápida, eficiente , dinâmica preservando a mobilidade e praticidade típicas dos tablets.

Como é no seu desktop

Faça de conta que está no seu desktop ou laptop, você abre o navegador (Chrome, Firefox, IE … não importa)  os sites de notícias e passa a abrir os links com as novidades e informações em abas, muitas abas. As notícias  possuem texto, imagens vídeos e você acessa tudo em poucos segundos, sendo comum inclusive abrir uma nova aba para pesquisar no Google sobre algum tópico que você acabou de ler. Tudo muito dinâmico, já que muitas das vezes você apenas lê a descrição ou título de um texto e já decide passar para a próxima aba para ler os outros artigos. Essa é a experiência web num desktop, você abre várias abas ao mesmo tempo e fica lendo e assistindo vídeos sem se preocupar com elas.

tablet android

Como é com um livro

Agora pensemos num livro, pode ser um romance ou livro didático. Você   deitado, está lendo sentado segurando o livro, está lendo sentado com o livro sobre a mesa, está lendo no sofá… o livro lhe permite essa versatilidade quanto ao local e a forma de manipulá-lo, e além do potencial conforto, você também se desgasta menos, se cansa menos do que  caso estivesse lendo  sentado com ele sempre a sua frente como se fosse um monitor.E tem mais, o livro está sempre a dois segundos de ser utilizado. O livro está na estante, você estica o braço, pega o livro , abre na página desejada e já sai lendo. Não tem de esperar boot em sistema operacional nem nada. Em 2 segundos ele já está pronto para ser lido.

Você já entendeu onde quero chegar, a experiência web desejada num  tablet combina essas duas  vivências, e o resultado é uma prática extremamente agradável, dinâmica, confortável, flexível, eficiente, prática e efetiva. Algo que só um tablet pode oferecer. E agora vem a pergunta:

Será que todo Tablet Android me garantiria essa experiência de uso?

Infelizmente não. Se você leu meu texto sobre o e-reading, a exigência do gadget aqui é parecida, o que reforça a ideia de que ou o tablet é bom o suficiente pra desempenhar todas as funções ou ele é precário e insuficiente para quase todas.  Vamos as características técnicas relevantes para se ter uma  excelente  experiência web em tablet Android e minhas sugestões de  exigências mínimas:

Tela:

  • a partir de 7 polegadas já é aceitável ;
  • o multitouch é essencial aqui, ou seja, nada de tela resistiva (tela resistiva é uma praga);
  • atenção para o ângulo de visão, acima de 140 graus já é para estar bom;

    Opcionais (mas que melhorarão ainda mais a sua experiência de uso)

  • Tela com formato 4:3;
  • Tecnologias IPS, AMOLED, Gorilla Glass, Spring Glass;
  • Resoluções maiores.

SoC e RAM

  • Mínimo de 512 MB de RAM  para modelos de até 8 polegadas, a partir daí é 1 GB de RAM;
  • 1 GHz , mas de marcas conhecidas, tente adquirir o melhor possível, prefira modelos com mais  núcleos (principalmente nos modelos com telas acima de 8 polegadas) , maior frequência (principalmente nos modelos de menor tela)  e com tecnologias mais conhecidas, como NVIDIA, Qualcom, OMAP, Samsung ou mesmo Rocketchip.

Bateria

  •  Mínimo de 5 horas de uso, 10 dias em standby (modo de espera);
  • Caso somente encontre o valor em mAh (miliampere-hora), os valores mínimos (mas que são apenas estimativas e nem de longe substituem a informação de horas e dias) é de 3000 mAH e 6000 mAh para tablets de 7 e 10 polegadas respectivamente.

Peso

  • Prefira modelos abaixo dos 500 gramas para tablets de até 8 polegadas e  peso inferior a 700 gramas para os tablets   acima de 8 polegadas. Lembre-se, no peso o menos é mais.

Sistema Operacional

O ideal aqui é o Ice Cream Sandwich, o sistema melhorou e muito a experiência web e hoje a sua funcionalidade real é praticamente a mesma encontrada nos desktops, mas, dito isso,  512MB de RAM aqui talvez seja pouco, mesmo para os modelos de 7-8 polegadas. Não tendo o Ice cream Sandwich, vá de Honeycomb. Em último caso opte pelos modelos com  Android 2.3 e 2.2.

Sugestões de apps

Sugiro o Opera Mobile na modalidade “on demand” para conteúdo em flash. Se estiver usando modelo com  Ice Cream Sandwich, o melhor navegador, ao meu ver, é mesmo o stock browser

Considerações finais:

Certifique-se que o modelo possui acesso a loja de aplicativos do Google ( Google Play Store ). Informe-se quanto à política de atualização do firmware por parte do fabricante, pois é ele o responsável pelas atualizações do sistema operacional do seu tablet , o ecossistema aqui é Android e não Windows.

A experiência WEB é talvez a mais poderosa funcionalidade presente nos tablets, garanta que ela seja de alto nível e você terá em mãos um tablet Android que irá efetivamente fazer parte do seu dia a dia.

Também lembro que você está diante de recomendações minhas. Estas sugestões eu faço com base naquilo que aprendi e vivenciei na minha experiência real de uso com tablet Android.

Forte abraço e até a próxima.

Termos Procurados:

    qual o melhor navegador para tablet android,melhor navegador para tablet,melhor navegador tablet android,qual o melhor navegador para tablet,melhor navegador para android tablet,melhor browser para tablet android,qual melhor navegador para tablet android