Tablet Android, qual o melhor para e-reading?

O melhor Tablet Android é com certeza o que atende melhor  as suas exigências. Pensando nisso resolvi iniciar uma série de artigos sobre algumas das principais funcionalidades e aplicações dos tablets com Android, quais os parâmetros que você deve atentar para cada uma delas e, ao final de cada artigo , buscarei sugerir configurações mínimas para que a tarefa seja executada garantindo a melhor experiência de uso . Hoje me proponho a detalhar uma das mais importantes aplicações: o E-reading.

Por e-reading entenda  leitura digital, sejam pdfs, ebooks, blogs, sites de notícias… Essa aplicação é tão melhor num tablet  do que em outros dispositivos que por si só já justificaria a aquisição do gadget  no meu modo de ver.  Claro, essa experiência só será assim tão boa caso o tablet alcance índices satisfatórios em efetividade, praticidade e disponibilidade. Veja o que exigir do tablet Android pra isso:

 tablet android e-reading

  • Processador e RAM: O tablet tem de ser capaz de carregar rapidamente  o pdf ,  o site, o blog, o ebook e permitir a navegação pelo conteúdo sem engasgos.
  • Display e ângulo de visão:  A  tela tem de ser de tamanho adequado ( sem que você tenha que ficar dando zoom em cada página do pdf, por exemplo) e possibilitar uma boa leitura em diferentes ângulos, já que nem sempre você estará sentado no sofá segurando o tablet com a tela diretamente voltada pra você. Você pode querer  ler com o tablet sobre a mesa, estando deitado…
  • Bateria: Para a melhor experiência de uso (no caso a leitura) você tem de estar a dois segundos do conteúdo. É quase o tempo de abrir um livro convencional. Você está deitado, sente vontade de ler alguma coisa, leva a mão ao tablet , o coloca em funcionamento em 2 segundos e já está lendo. Pra isso ocorrer o seu tablet precisa não só permitir muitas horas de uso efetivo, mas também vários dias em modo de espera (standby).
  • Peso: Como você estará segurando o tablet durante bastante tempo, ele precisa ser leve, o mais leve possível. Não se deixe enganar, 50 gramas podem fazer diferença, ainda mais se você adicionar um estojo protetor ao seu tablet Android ( o que recomendo fortemente que faça ).
  • Sistema Operacional: Como estamos falando de tablet, o ideal aqui é que usássemos Android 3 e Android 4. Infelizmente uma versão anterior de Android vai servir de gargalo pro e-reading, já que limitará a experiência de navegação do seu Tablet Android

 

Agora que você já sabe quais os parâmetros relevantes pro e-reading, tentemos elaborar a configuração exigível ao tablet Android, ainda que todas elas sejam interdependentes, pois, por exemplo quanto melhor a bateria em termos de duração, mais pesado tende a ser o tablet. O mesmo ocorre com relação ao tamanho da tela: quanto maior a tela, mais pesado será o gadget.

Configuração mínima 1: Tablet em torno de 7  a 8 polegadas (escolha do editor)

Se for usar 7  polegadas ( recomendo acima de 7), que seja na proporção 4:3. E nada de tela resistiva. Dentre as telas capacitivas, prefira os modelos cujo multitouch reconheça o maior número possível de toques, telas IPS, AMOLED , Spring Glass e Gorilla Glass. Ângulo de visão acima de 150 graus já está perfeito.

Processador: A partir de 1 GHz de frequência

Tente pegar o melhor possível, prefira modelos com mais  núcleos, maior frequência  e com tecnologias mais conhecidas, como NVIDIA, Qualcom, OMAP, Samsung ou mesmo Rocketchip. Claro que há diferenças entre eles, mas a princípio  qualquer um desses aí a 1 GHz vai dar conta do recado, principalmente se tiverem dois núcleos.

Memória RAM: A partir de  512 MB , mas evidentementea a regra aqui é quanto mais RAM, melhor.

Bateria: Mínimo de 5 horas de uso e mínimo de 10 dias em standby.

Tablet cuja bateria possui uma autonomia menor que essa tende a ficar sendo carregado mais de uma vez por dia ou mesmo tende a ficar desligado,  e aí a disponibilidade e a praticidade serão afetadas. Infelizmente estes dados nem sempre podem ser conferidos nas especificações técnicas. Uma alternativa (mas que não é nem de longe garantia de que a  autonomia será essa de 5 horas de uso e 10 dias em standby) é com relação a carga mAh (miliampere-hora). Pra nossa configuração, um número cabalístico seria  algo acima de 3000 mAh (principalmente para os modelos próximos de 8 polegadas).

Peso: Abaixo de 500 gramas. Quanto menor o peso, melhor.

Como estamos falando de modelos com tela entre 7-8 polegadas, todos eles são muito mais leves que isso, possivelmente abaixo de 400 gramas. Quanto mais leve melhor. É um parâmetro que você pode sacrificar em função de uma bateria melhor, desde que não exceda os 500 gramas.

Sistema Operacional: Mínimo Android 2.2

Coloquei Android 2.2 como mínimo por uma questão de falta de alternativas no mercado. Prefira os modelos Honeycomb e Ice Cream Sandwich, pois estes são específicos para tablets , e o e-reading neles (principalmente via browser) é muito superior.


Configuração mínima 2: Tablet em torno de 10 polegadas

Mais uma vez recomendo a proporção 4:3 e  nada de tela resistiva. Dentre as telas capacitivas, prefira os modelos cujo multitouch reconheça o maior número possível de toques, telas IPS, AMOLED , Spring Glass e Gorilla Glass. Ângulo de visão acima de 150 graus já está perfeito.

Processador: A partir de 1 GHz de frequência (se dual core) , a partir de 1,2 GHz se single core

Novamente, tente pegar o melhor possível, prefira modelos com mais  núcleos, maior frequência  e com tecnologias mais conhecidas, como NVIDIA, Qualcom, OMAP, Samsung ou mesmo Rocketchip.

Memória RAM: A partir de  1 GB ( ainda não há modelos à venda com mais RAM que isso).

Bateria: Mínimo de 5 horas de uso e mínimo de 10 dias em standby.

Aqui me repito novamente, tablet cuja bateria possui uma autonomia menor que essa tende a ficar sendo carregado mais de uma vez por dia ou mesmo tende a ficar desligado,  e aí a disponibilidade e a praticidade serão afetadas. Infelizmente estes dados nem sempre podem ser conferidos nas especificações técnicas. Uma alternativa (mas que não é nem de longe garantia de que a  autonomia será essa de 5 horas de uso e 10 dias em standby) é com relação a carga mAh (miliampere-hora). Pra nossa configuração, um número cabalístico seria  algo acima de 6000 mAh.

Peso: Abaixo de 700 gramas.

Como estamos falando de modelos com tela em torno de 10 polegadas, o peso aqui costuma ser alto. Ainda assim  as novas gerações de tablets com esse tamanho já nos oferecem alternativas inclusive abaixo de 600 gramas. Obviamente o menos aqui é mais.

Sistema Operacional: Mínimo Android 3.0

A oferta de pelo menos  honeycomb aqui é vasta. Então não tem por que escolher Android  abaixo do 3.0. Você ganha em e-reading e em experiência web.

Observações finais

Independente da aplicação, busque se informar sobre a política de atualizações do fabricante com o tablet Android escolhido  e se o seu modelo tem acesso à Google Play Store (antigo Android Market). Seguindo estas sugestões todas você terá não só  uma excelente experiência com e-reading como também um tablet Android versátil o suficiente para te surpreender com muitas outras aplicações.

Termos Procurados:

    melhor tablet para leitura,tablet para leitura,qual o melhor tablet para leitura,Melhor tablet leitura,melhor tablet para ler pdf,qual o melhor tablet android,melhor tablet para ler

Humberto R.

Engenheiro, concurseiro, e feliz proprietário de um Galaxy Note 10.1 e também de um Asus Transformer TF101.